82% dos passageiros aéreos consideram que as companhias aéreas não os informam dos seus direitos em caso de atraso

 

A AirHelp, organização que defende os direitos dos passageiros em caso de atrasos, cancelamentos ou recusas de embarque, divulgou os resultados de um estudo sobre o tratamento recebido pelas companhias aéreas e os sentimentos dos passageiros em relação a esse tratamento. 

82% dos passageiros que participaram no estudo queixaram-se da falta de informação recebida das companhias aéreas, apesar de estas serem obrigadas a informar os passageiros dos seus direitos e a pagar-lhes uma indemnização até 600 euros por viagem e por pessoa, desde que o atraso seja superior a 3 horas e causado pela companhia. Por conseguinte, a classificação dos passageiros relativamente ao tratamento recebido pelas companhias aéreas é de 3,13 em 10.  

Ver outros dados no comunicado de imprensa aquí.

We use cookies

Usamos cookies en nuestro sitio web. Algunas de ellas son esenciales para el funcionamiento del sitio, mientras que otras nos ayudan a mejorar el sitio web y también la experiencia del usuario (cookies de rastreo). Puedes decidir por ti mismo si quieres permitir el uso de las cookies. Ten en cuenta que si las rechazas, puede que no puedas usar todas las funcionalidades del sitio web.